Presidente do Comitê Jacutinga reforça a importância da implementação dos Instrumentos de Gestão da Água

19/09/2019

 

O enquadramento é um instrumento de gestão que tem como objetivo garantir que a qualidade da água seja compatível com a sua demanda”. A afirmação foi feita pelo presidente do Comitê Jacutinga, Alexandre Matthiensen, pesquisador da Embrapa Suínos e Aves de Concórdia, durante o Curso “Água e os Instrumentos de Gestão” realizado nesta terça-feira, 17 de setembro de 2019, no plenário do bloco R, Auditório da Unochapecó, em Chapecó, SC, no qual foi um dos palestrantes. Matthiensen explicou, ainda, que a classificação permite um maior controle da poluição e permite avaliar a evolução da qualidade da água, garantindo que esta esteja de acordo com o seu uso. “Ou seja, a água começa a ser classificada desde seu uso mais nobre, até usos menos nobres”, exemplificou.

 

O Curso buscou discutir a importância dos instrumentos de gestão e a inter-relação que deve a haver entre eles. Segundo os organizadores, com a implementação deles espera-se a diminuição dos efeitos negativos pela ocorrência de eventos climáticos extremos, principalmente de estiagens, que têm ocorrido com frequência na região Oeste.

 

Outros instrumentos de gestão também foram destacados durante o encontro. Pela manhã ocorreu a apresentação do Plano de recursos hídricos, com o relato da experiência do comitê Rio das Antas, pelo atual presidente Giovani José Teixeira. À tarde foi a vez da Gerente Estadual de Outorga da SDE/SC, engenheira ambiental  Marcieli Bonfante Visentin, com o tema Outorga pelo Uso da Água,. E o quarto e último instrumento apresentado foi a Cobrança pelo Uso da Água, com a Dra. Moema Mersiani Acselrad, do INEA/RJ – Instituto Estadual do Ambiente do Rio de Janeiro.       

 

O Curso teve a participação de 120 pessoas entre membros de Comitês de Bacia, Entidade Executiva Ecopef, agentes sociais estratégicos, usuários de água e população de um modo geral. Foi promovido pelos quatro comitês do Oeste Catarinense: Comitê Rio Chapecó, Comitê Rio das Antas, Comitê Rio Jacutinga e Comitê Rio do Peixe. A organização e coordenação da Entidade Executiva Ecopef e SDE, com o apoio da Embrapa, SDE, INEA-RJ, Seara Itapiranga-SC, Consórcio Iberê e UNOCHAPECÓ.

 

 


Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ecônomico Sustentável

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload